Dicas essenciais para recolocação profissional

Publicidade

Entrar para o grupo de desempregados sempre foi um verdadeiro pavor para muita gente, siga nossas dicas essenciais para recolocação profissional, e veja os resultados positivos em sua carreira profissional.

Se você passa por esse momento ou conhece alguém que enfrenta determinado fase, acompanhe este artigo e saiba que através de estratégias e organização é possível sim recolocar-se no mercado além de dar um “Up” na vida profissional.

Contudo, a recolocação se torna rápida e fácil quando há foco e persistência no plano para voltar à ativa!

  • Reorganize as finanças

Sabemos que a temida demissão abala não somente a vida emocional, mas principalmente a financeira do profissional. Portanto reorganize as contas de maneira cautelosa e prepare-se para ficar um período mais longo sem emprego, saiba que esta é só uma precaução financeira.

Assim não correrá tantos riscos e não se desesperará facilmente.

  • Reveja os objetivos profissionais

O tempo em casa servirá para refletir toda a sua vida profissional, pondo em conta seus aprendizados e conquistas.

Não se esqueça das experiências obtidas, principalmente as boas, elas o farão ter postura positiva.

Posteriormente determine o que deseja para sua carreira daquele momento em diante, idealize metas e foco profissional antes de por o seu currículo no mercado.

  • Currículo atualizado

 

Em primeiro lugar dedique-se no upgrade do seu CV (currículo).

Destaque os resultados obtidos e depois disso atualize e alimente a redes sociais e profissionais como o Linkedin.

Vale também adaptar o currículo para destacar as experiências mais importantes que condizem com determinada vaga.

  • Mantenha presença em palestras e cursos

Aproveite o tempo “ocioso” a seu favor. Participe de cursos do seu ramo, esteja presente em palestras e eventos do seu interesse.

Além de expandir seus contatos e conhecimento, buscar conhecimento no período em que esteve longe do mercado, isso trará uma visão positiva para sua imagem profissional.

  • Seja o personagem principal

Fuja do vitimismo. Esqueça a falsa ideia de que a vida é injusta, que você foi o escolhido para ser lesado ou que alguém tem culpa pela sua demissão, exceto você.

Novos tempos chegaram e é hora de olhar para frente, tomar a frente de toda e qualquer situação e liderar as mudanças na sua vida profissional. Seja positivo, dono do seu destino. Essa atitude é perceptível e bastante valorizada por entrevistadores.

Contudo, se estiver desempregado por uma falta de conhecimento, competência ou habilidade, essa é a hora de se preparar para não passar mais por isso.

Publicidade
  • Evite os clichês das frases feitas

“ Eu trabalho muito”, “dou meu suor para empresa”, “meu chefe sabe que pode contar comigo a hora que for”, “sou muito perfeccionista”, “ e muitas outras frases do tipo precisam ser barradas, não só na entrevista como no currículo principalmente.

Além de clihcê, esse tipo de comentário não valoriza seu potencial.

Seja simples e sincero, assim no currículo como na entrevista, mostre aquelas principais características que te destacam. Ressalte qualidades pelas quais tem sido ou já foi reconhecido pela equipe.

  • Seja sincero sobre a demissão

Ocultar determinada informação do entrevistador é a pior atitude que poderá ter em um processo seletivo.

Primeiramente se o recrutador perguntar o motivo pelo qual saiu da empresa seja claro e honesto ao dizer que foi demitido, não há necessidade de detalhes.

Responda exatamente aquilo que lhe foi perguntado, posteriormente se ele procurar saber o motivo seja imparcial e objetivo.

Entretanto se a causa tiver sido uma possível deficiência da sua parte, diga a razão cuidadosamente e rapidamente fale o que fez para mudar esse ponto.

Por exemplo: A empresa passou a exigir que sua função possuísse uma segunda língua como o inglês. Diga na sequencia que já está estudando para possuir esse diferencial. Mais importante: Fale se realmente estiver fazendo isso.

  • Pratique Networking

Certamente já deve ter ouvido falar no velho ditado de que “quem não é visto não é lembrado”.

Portanto mantenha suas redes de relacionamentos atualizadas, pratique o contato com conhecidos sempre que puder, mostre seu interesse profissional sempre que possível.

Isso não significa que está pedindo emprego ou indicação.

  • Avalie oportunidades temporárias

Surgiu vaga temporária? Abrace-a! A porta de entrada pode estar exatamente ai. Não só para ocupar uma futura posição dentro da própria empresa como aumentar sua grade de experiências no currículo.

  • Consulte empresas especializadas (outplacement) e (head-hunters)

Em suma, é possível adquirir o acompanhamento de uma consultoria especializada em recolocação profissional e demissão também.

Contudo, além de ajudá-lo na estruturação do seu novo currículo, assessorias oferecem o acompanhamento em todo o processo. Além de haver a possibilidade de indicar seus clientes a seus parceiros.

É possível contratar esses serviços por conta própria ou procurar por um bom head-hunters.

Preparado para voltar à ativa? Pratique essas simples dicas e sucesso!

Publicidade