Pular para o conteúdo

Fisioterapia Esportiva – Saiba tudo sobre a profissão promissora

    Publicidade

    Conheça a profissão de fisioterapia esportiva, uma carreira que vem crescendo muito no mercado atualmente.

    Sabemos que a carreira de um Fisioterapeuta é extremamente promissora e por isso torna-se uma das profissões tradicionalmente renomadas na área da saúde e cuidados humanos. No entanto, o segmento esportivo tem valorizado ainda mais a profissão nos últimos tempos.

    Publicidade

    A Fisioterapeuta Esportivo tem alcançado cada vez mais espaço no mercado brasileiro a através da percepção do quanto o esporte é necessário para um país bem como o cuidado com atletas.

    Publicidade

    Portanto, se você se interessa pela profissão acompanhe este conteúdo informativo e saiba maiores detalhes sobre a Fisioterapia Esportiva.

    Fisioterapia Esportiva

    Acima de tudo, é necessário entendermos a Fisioterapia do Esporte que é reconhecida desde 2007 pelo COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional). Este profissional é responsável por prevenir e tratar de lesões que acontecem nas atividades físicas e esporte num modo geral.

    Além disso, está na capacidade do profissional assegurar a volta do atleta ao esporte reabilitando e prestando atendimento de emergência quando preciso.

    Depois disso, é importante saber que a atuação na área do esporte é válida apenas para quem se especializa no setor esportivo após concluir a graduação em fisioterapia com duração de 10 semestres, ou seja, 5 anos.

    Atuação do Fisioterapeuta Esportivo

    Embora a principal atribuição do fisioterapeuta seja recuperar pessoas, é importante saber que existem diferentes campos em que se pode atuar. Portanto, veja a seguir os principais setores par atuar na área:

    Dinamometria;

    Fisiologia do Exercício;

    Biomecânica;

    Fisiopatologia e Prevenção;

    Diagnóstico, tratamento clínico, pós-cirúrgico de lesões articulares;

    Propriocepção;

    Lesão de Ligamento Cruzado Anterior (LCA).

    Os atendimentos citados acima são feitos individualmente conforme o caso clínico de cada indivíduo. Sendo assim, o fisioterapeuta da área esportiva é preparado para detectar diferentes impactos no corpo para assim direcionar um tratamento específico para determinado caso.

    Então, é comum que Fisioterapeutas Esportivos optem por algum esporte para segmentar ainda mais sua atuação. Esses profissionais podem ser encontrados atuando em:

    Clínicas;

    Academias;

    Federações e Confederações Esportivas;

    Clubes e equipes profissionais.

    Salário

    Primeiramente é importante lembrar que a especializar-se é um passo necessário para alcançar boas oportunidades no mercado e posteriormente obter boa remuneração.

    Portanto, a média salarial deste profissional inicia em R$2.474,56 em uma jornada de 35 horas por semana podendo chegar ao teto de R$5.537,74.

    No entanto, vale lembrar que essas informações são baseadas na atuação em categoria CLT, ou seja, com registro em carteira de trabalho. Por isso, lembre-se que também e possível atuar de forma independente abrindo sua própria clínica.

    Onde cursar uma pós-graduação na área?

    Em suma, conforme já mencionado neste conteúdo, a pós-graduação é direcionada exclusivamente para profissionais já formados em Fisioterapia. Portanto, buscar especializar-se em boas universidades faz toda a diferença no currículo.

    Selecionamos a seguir algumas das unidades referência na área. Confira:

    Universidade Uninter;

    UNICID (Universidade Cidade de São Paulo);

    UNIP (Universidade Paulista);

    Universidade Estácio de Sá;

    UniBHG (Centro Universitário de Belo Horizonte).

    Grade curricular

    Em nível de curiosidade, elaboramos a seguir uma breve lista da grade curricular ministrada aos alunos da pós-graduação em fisioterapia esportiva. Contudo, é importante saber que elas podem ser diferentes entre as faculdades.

    Confira a seguir:

    Gestão de Saúde;

    Fisiologia do Exercício;

    Políticas Públicas de Saúde;

    Prevenção de Lesão no Atleta;

    Tecnologia em Saúde;

    Gestão de Carreira;

    Avaliação de Critérios de Retorno ao Esporte;

    Reabilitação em Lesões de Membro Superior em Atleta de Alto Níveç;

    Interpretação Estatística e Clínica dos Estudos Científicos;

    Lesões mais Prevalentes no Esporte;

    Reabilitação em Lesões de Membro Superior em Atleta de Alto Nível, etc.

    Veja também: Veja lista de faculdades reconhecidas pelo MEC